Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Made by Vassoura



Comentários recentes

  • Bruxa Mimi

    Carne de vaca (adulta) só experimentei em França, ...

  • Bruxa Mimi

    Ahah - sim, estou a dar gargalhadas! É que eu agor...

  • Joana Marques

    Na sopa da Alice costumo colocar peito de frango e...

  • Bruxa Mimi

    Vais ver que sim!

  • Joana Marques

    Por aqui a minha miúda devora sopas......de todas ...




Paris e a sopa da Magia

por Bruxa Mimi, em 14.08.18

[Para perceber o contexto, ler o post introdutório sobre a ida a Paris.]

 

Uma das questões que nos preocupava (a mim e ao Rogério), relativamente à viagem e estadia em Paris, era a alimentação da Magia. A alimentação dos outros, mais esquisitice, menos esquisitice, não nos preocupava por aí além (que é o mesmo que dizer que não nos preocupava de todo). A logística de uma bebé é sempre mais complicada (não só a alimentação!)...

 

Eu e o Rogério não somos muito originais em termos de alimentação, não inventamos receitas, enfim, somos limitados! Por outro lado, a Magia não é uma bebé que goste de experimentar novos sabores. Se estamos a comer, ela não mostra qualquer interesse na nossa comida. Bebe o leite do biberão e come bem a sopa, a papa e a fruta, se for banana. Há frutas deliciosas, de que todos cá em casa gostamos, e que ela simplesmente ignora. Se lhe damos a provar (porque vamos dando!), ela mal come uma colher e é com ares de nos estar a fazer um favor.

 

Posto isto, decidimos que, quando passeássemos, levaríamos as coisas necessárias para preparar a papa e o biberão. Era o mais simples. No entanto, como estávamos num apartamento, pensei fazer uma sopa para que a Magia não passasse quase seis dias a leite e papas (o Rogério chegou a sugerir que fizéssemos isso, mas a minha condição de mãe, por mais balda que às vezes possa ser, não me permitiu aceitar essa solução)!

 

No dia em que chegámos, à tardinha, fomos a um supermercado que havia (há) perto do apartamento. Comprámos coisas para o pequeno-almoço e legumes para a sopa da Magia. Em casa, demos-lhe papa, que era o que havia de mais imediato para ela comer. A seguir, fomos jantar ao McDonald's, que havia (há) muito perto de casa (mais perto do que o supermercado). 

 

Nessa noite, depois de nos organizarmos, de rezarmos e de termos os miúdos na cama, comecei a descascar os legumes... mas a sopa não ficou pronta nessa noite, não!

 

Na segunda-feira a sopa ficou esquisita, muito líquida, mas não era só isso, o sabor também deixava muito a desejar. O Rogério propôs desistir da sopa. Como eu insisti que a Magia devia comer sopa pelo menos uma vez por dia, e achava que bastava uma batata doce para remediar a sopa, na terça-feira o Rogério voltou ao supermercado e comprou duas batatas doces e carne para adicionar à sopa.

 

Na terça-feira já não sei o que foi que aconteceu, mas a sopa não ficou pronta para a Magia comer, e acabou por não ficar pronta de todo.

 

Na quarta-feira a sopa ficou quase pronta, mas, se não me engano, só foi oferecida à Magia na...

 

... quinta-feira. Qual a opinião da mademoiselle Magie? La soupe? Mange-la toi!

 

Eu pouco comi da sopa (a carne de vaca para mim estragava tudo), mas a Varinha (Baguette, en français - aprendi ao ver um bocadinho de desenhos animados dans la télé française) comeu e repetiu, na quinta-feira, a Vassoura comeu na quinta e na sexta-feira, tal como o Rogério, e o Feitiço comeu na quinta-feira.

 

Resumindo, tanta preocupação e tanto trabalho para fazer uma sopa para a Magia e, do ponto de vista do objetivo inicial, a sopa foi um autêntico fiasco! Porque voltei a oferecer-lhe a sopa no jantar de sexta-feira e no almoço de sábado, antes de regressarmos a Portugal, e ela comeu tanta sopa como vocês!

sopa_bebe.jpg

[Pas la soupe qu'on a fait.]

 

Nota: Tudo o que escrevi em francês pode estar (e está, certamente) com erros. Qu'est-ce qu'on va faire? Rien! C'est la vie!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Como escrevi anteriormente, a rede de transportes públicos de Paris é imensa e bastante confusa ("Quem não sabe é como quem não vê"). Mas alguns pormenores agradaram-me particularmente.

 

#1

Numa estação por onde passámos apenas uma vez (duas, contando ida e volta), o cais tinha portas como se fosse um metro. Quando um metro chegava à estação, parava sempre de modo a fazer coincidir as suas portas com as portas do cais, que se abriam ao mesmo tempo do que as das carruagens. Mais seguro, e mais fácil saber onde nos colocarmos enquanto esperamos que o metro chegue! Infelizmente não tenho nenhuma fotografia para ilustrar este pormenor.

 

#2

Por cima das portas do comboio (alguns), a lista das estações do percurso efetuado por esse comboio tem uma luzinha por cima do nome de cada paragem. Quando se aproxima uma paragem, a luzinha dessa paragem pisca. Quando se sai dessa paragem, a luzinha apaga-se. Além disso, nestes comboios ouve-se duas vezes o nome da paragem seguinte, sem a introdução portuguesa de "próxima paragem" (que se calhar só atrapalha quem não percebe português). Parte menos positiva deste ponto positivo: em alguns comboios que tinham este sistema, as luzes estavam sempre a apagar-se.

metro_paris.JPG

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Andar de transportes públicos em Paris...

por Bruxa Mimi, em 13.08.18

... não é fácil. Especialmente se se é um casal com quatro crianças, uma das quais com um ano e dois meses e que não anda, duas mochilas (uma grande e uma pequena) e um carrinho de bebé.

 

São muitas linhas de metro, misturadas com as de comboio (RER), as de autocarro, elétrico e não sei se mais algum transporte que me tenha escapado.

 

Correção: as linhas dos transportes propriamente ditas não estão misturadas, têm é ligações múltiplas entre elas. As linhas que de facto estão misturadas são as que representam as linhas (ou percursos) reais, no esquema de transportes que se encontra afixado e nos folhetos disponíveis nas várias estações. Sentia-me quase analfabeta funcional ao olhar para aquele emaranhado de linhas. Valeu-me S. Gato Rogério!*

 

Como a maior parte das linhas e estações de metro (o transporte que mais utilizámos) são antigas, não têm elevadores. Para compensar, têm labirintos e escadas em abundância!  Estas características foram, sem dúvida, as que mais apreciámos enquanto circulávamos. #Sóquenão.

 

Na segunda-feira, dia em que fizemos a viagem para Paris, fomos de táxi do aeroporto (de Orly) até ao apartamento. O valor para essa viagem é fixo: 35€, pagando-se quatro euros por cada passageiro além dos quatro que enchem um táxi de cinco lugares. Nós pagámos, portanto, 43€ (o facto de a Magia ir ao meu colo não afetou).

 

Na terça-feira de manhã, comprámos um passe de cinco dias para os cinco membros pagantes da família. Foi uma boa opção (já pensada e decidida em Portugal, antes de irmos), uma vez que esse passe deu para todos os transportes públicos, no centro e nos arredores de Paris. Não tivemos mais de estar em filas para comprar bilhetes. Além disso, o passe permitiu-nos ter desconto de 25% num dos sítios onde fomos (apenas nos bilhetes de adultos).

CCF13082018_00000.jpg

 Antes de ir para Paris, tinha pensado levar o pano para transportar a Magia. O problema é que apenas sabia a maneira de transportar uma bebé pequenina. Pensei pesquisar na Internet e treinar em Portugal, mas, quando o fiz, a Magia não quis colaborar e, sendo muito em cima da viagem, acabei por decidir não levar o pano. Lá teria de carregar o carrinho de bebé em Paris, nos transportes... 

 

No apartamento do meu irmão, enquanto procurava almofadas para as várias camas, encontrei um marsúpio.** Pensei logo experimentar usá-lo com a Magia, no dia seguinte. Apesar de saber que não é a forma de babywearing mais recomendada, porque as pernas da criança ficam "penduradas", decidi usá-lo porque um marsúpio tem a grande vantagem de não precisar de pesquisar na Internet a forma de usar. É muito mais simples. Não que fosse automático, mas as imagens ilustrativas no próprio marsúpio permitiram colocar a Magia no dito cujo e passar o primeiro dia a andar de transportes e a visitar vários locais sem usar o carrinho.

 

O primeiro dia sem usar carrinho? Porquê? Nos outros dias usaste-o, Mimi? Sim, usei. Levei a Magia no marsúpio, mas como fiquei com dores nos ombros e nas costas, no primeiro dia de passeio, achei melhor, nos outros dias, levar outro recurso, para ir alternando conforme precisasse. Mas quem me dera não ter ficado com dores de costas... Além de ser chato carregar o carrinho escadas acima e escadas abaixo, havia estações onde ele não passava aberto pelas entradas e saídas de controlo e tinha de ser fechado. E se, por acaso, a Magia estava nele, nessa altura, tínhamos de a retirar, fechar o carrinho, e fazer o inverso depois de passarmos (exceto, claro, se a Magia recusasse voltar para o carrinho, a malandra...).

 

 

 *Em minha "defesa", sem o Rogério teria deixado de ser analfabeta. Com ele, "encostei-me"...

**Não me surpreendeu, uma vez que o Mário e a Marinette têm uma filha um ano mais velha do que a Magia (a Marinettezinha) e um bebé que nasceu em janeiro deste ano (o Máriozinho).

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

6 pessoas / 5 dias em Paris

por Bruxa Mimi, em 12.08.18

Nem este post, nem os (eventuais) próximos posts sobre a viagem pretendem servir de guia a quem quer que seja. Lê-los serve para tanto quanto serve ler os restantes posts que enchem este blogue (bem sei que nos últimos tempos a enchente tem sido fraquita...). Fica o aviso.

 

Na segunda-feira, dia 6, viajámos para Paris. Ficámos hospedados num T1 no meio da cidade, cortesia do meu irmão Mário e da minha cunhada Marinette (que é francesa). O apartamento, que me foi descrito como pequeno (e sendo um T1, não era de admirar), foi a primeira boa surpresa, pois é bem espaçoso. A cozinha é uma kitchenette e a casa de banho é minúscula, mas sabem aqueles espaços pequenos mas bem aproveitados? São assim. O quarto tem um sofá-cama e outras duas camas, além de armários em duas paredes. A sala tem a zona do sofá (com cama) e a zona da mesa de jantar, e está "ligada" ao hall de entrada, onde há um armário. Tem outros móveis e uma cama de viagem de bebé, mais pequena do que as que nós temos, mas mais do que suficiente para a Magia dormir.

 

A distribuição das camas por nós estava pensada assim: manas V&V no sofá-cama do quarto, Feitiço numa das camas (a outra ficava para tratar da Magia - mudar fraldas, etc.), eu e o Rogério ficávamos no sofá-cama da sala (que é maior do que o do quarto) e a Magia, como referi, na cama de viagem. No entanto, não chegámos sequer a abrir o sofá do quarto, pois a Varinha não quis partilhar a cama com a Vassoura. Uma das camas, a mais pequena, tinha dois colchões (inicialmente - por acidente! - o segundo "c" não apareceu registado e juro que imediatamente me lembrei do post da Happy e do comentário da Chic'Ana ), pelo que tirei um e coloquei-o no chão. Cabia perfeitamente.

 

[Há mais para contar, mas este post fica por aqui - ou nunca mais chega a altura de ver a luz do dia!...]

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Desafio das 52 semanas - semana 32

por Bruxa Mimi, em 10.08.18

52.0.JPG

Semana 32: Ainda quero aprender...

... muito mais receitas;

... a conduzir (tenho a carta de condução, mas não sei conduzir);

... a ser mais arrumada e organizada;

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Desafio das 52 semanas - semana 31

por Bruxa Mimi, em 03.08.18

52.0.JPG

Semana 31: Quando não tenho nada para fazer, gosto de…

... apreciar o facto de não ter nada para fazer!

Na realidade, nunca é verdade que não tenha nada para fazer - o que acontece é que convenientemente a minha consciência adormece e não me aponta nada para fazer... Nessas ocasiões, gosto de...

... dormir;

... ver televisão;

... passear pela blogosfera;

... ler;

... sonhar acordada;

...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Amanhã vou a um casamento

por Bruxa Mimi, em 03.08.18

Conheço a noiva desde o dia em que fez um mês (porque estou a excluir o tempo em que ela estava escondida dentro da mãe, em que a conhecia sem a ver). É uma jovem que me é muito querida ao coração, assim como a sua família (pais, irmã, irmãos).

 

Conheço o noivo desde que era miúdo, não tão bem quanto a noiva, é certo, nem tão bem conheço a sua família (são sete irmãos, a maior parte dos quais já casados e com filhos), mas são caras familiares e simpáticas.

 

Estou contente por ir ao casamento? Estou, pois! 

 

O único senão é que fui convidada para o casamento (no sentido cerimónia + copo d'água, já que a minha presença na cerimónia seria sempre bem-vinda)... hoje, para, se assim desejasse, ocupar o lugar do padrinho de Batismo da noiva (que eu também conheço e cuja não-ida repentina me preocupa).

 

Falei com o Rogério e decidimos ir, levando a Magia e deixando os outros três com tias(tios). Ainda não falei com os ditos tios e já respondi que íamos...

 

E o que é que vou usar? Um vestido que comprei e vesti num casamento há dois anos, antes de engravidar da Magia e que me está a little tight, umas sandálias que comprei à última hora para usar no batizado da Magia e que estão como novas (pudera, têm saltos muito altos e apertam-me os dedos lá à frente...), um colar, brincos, o cabelo curtíssimo (fui há dois dias cortá-lo, não há nada a fazer!) e talvez uma écharpe sobre os ombros (se a arranjar hoje).

 

Não consigo fazer melhor do que isto, com o tempo e o jeito de que disponho.

 

É que daqui a três dias vamos em viagem e há isso para preparar também...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Primeira aula de natação dos manos V, V e F

por Bruxa Mimi, em 29.07.18

Foi ontem de manhã.

 

Eu assisti, de fora, e achei que correu bem.

 

Para mais pormenores, é favor dirigir pedidos aos praticantes da modalidade, na secção dos comentários. 

 

Se houver pedidos, o post será editado para incluir a opinião das crianças (exceto se elas não a quiserem partilhar).

 

*****************

Opinião do Feitiço (sem edição materna):

 

Eu o feitiço gostei  mais da aula mas tive um pouco atrapalhado principalmente no primeiro exercício que era respirar de baixo de água.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

OMG! I've got a PT - false alarm! ;-)

por Bruxa Mimi, em 28.07.18

- Então, Mimi, o que é isso? Desististe... já?

 

Não, caros leitores, a explicação para tudo não ter passado de um falso alarme é outra...

 

É verdade que, ao fazer-me sócia, me foi atribuída uma PT, de seu nome Joana (conseguirão adivinhar o apelido se vos disser que me faz pensar num determinado Quiosque... ). Mas o papel dela é apenas fazer a avaliação inicial (que está a meio) e propôr-me um plano de treino. Quatro meses depois, haverá nova avaliação, que até pode não ser com ela (mas que pode ser, se eu pedir, e eu vou pedir que seja). 

 

Como eu sou completamente nova nestas andanças, achei que tinha uma PT. Mas para ter realmente uma PT, que treinasse comigo (Nazi ou não, como dizia o Triptofano num comentário), teria de aliviar mais os bolsos, por mês, e eu achei que não era boa ideia. É preciso não esquecer que eu só me inscrevi por causa dos miúdos, não foi por estar motivadíssima para fazer exercício e querer "dar o litro".

 

Mas também não é preciso começarem a agoirar: "Tchii, agora é que ela não vai fazer mesmo nada!" e coisas do género... porque eu tenciono vou realmente aproveitar várias atividades (as que neste momento mais me interessam são as de dança e as de hidroginástica, mas hei de ir a outras para experimentar e depois logo vos direi o que achei)!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Desafio das 52 semanas - semana 30

por Bruxa Mimi, em 27.07.18

52.0.JPG

Semana 30: Fico impaciente com pessoas que…

... não respeitam a prioridade nas filas;

... fazem perguntas sobre o que estou a dizer, antes de eu terminar de falar, de uma forma abrupta;

... ficam impacientes antes e depois de eu ficar impaciente, o que, convenhamos, cria um efeito bola de neve de impaciência!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:



Made by Vassoura



Comentários recentes

  • Bruxa Mimi

    Carne de vaca (adulta) só experimentei em França, ...

  • Bruxa Mimi

    Ahah - sim, estou a dar gargalhadas! É que eu agor...

  • Joana Marques

    Na sopa da Alice costumo colocar peito de frango e...

  • Bruxa Mimi

    Vais ver que sim!

  • Joana Marques

    Por aqui a minha miúda devora sopas......de todas ...