Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alheia a tudo... ou talvez não!

Blogue da Bruxa Mimi. Marido: Gato Rogério. Filhos: "Vassoura", "Varinha", "Feitiço" e "Magia" (13, 11, 10 e 2 anos).

Regresso à infância...

02.05.13 | Bruxa Mimi
... mais ou menos. Regressei ao tipo de desenhos que fazia quando era menina e moça...

Querem ver?

Fiz este desenho para a Varinha. O Feitiço deitou-lhe a
mão antes de estar pronto e pintou as janelas...

Fiz este desenho para a Vassoura. Tive mais cuidado  e o
Feitiço não participou...

Não sei se se percebe, mas não usei grande variedade de cores, apenas 8 lápis diferentes (os do Feitiço). Por pura preguiça de ir buscar outras caixas de lápis!

P.S. - Não é que me queira desculpar (só um bocadinho), mas os bicos estavam pouco afiados e não usei lápis de carvão (com a amiga borracha) para desenhar, por isso o que saiu torto (como as janelas) ... torto ficou!

Lápis de cor do Feitiço

02.05.13 | Bruxa Mimi
Não pretendo publicitar nenhuma marca. Não vou dizer que estes lápis são melhores do que outros que outras marcas eventualmente tenham. Mas que o Feitiço (3 anos) os adora e usa melhor do que os de tamanho tradicional, que as irmãs têm... posso dizer!

Fica a sugestão, para quem tem criança(s) pequena(s) com veia de artista (todas as crianças têm veia de artista, assim nós as deixemos explorá-la)...

Como não sei se se percebe, informo
 que  além de serem "triangulares",
são mais grossos do que os "normais".

Obrigada aos avós do Feitiço pela oferta! :-)

"Sapo à beira do rio" e "Sapo à beira do mar"

01.05.13 | Bruxa Mimi

Nem toda a gente conhece a canção infantil "Sapo à beira do rio", por isso, ei-la:


Mas aqui a boa da Bruxa Mimi arranjou uma nova versão, para cantar ao Feitiço depois da do Vitinho (sim, ele tem direito a duas canções antes de ir para a cama, quando sou eu que o deito - o que acontece quase sempre). Se tivesse coragem (quem sabe não a arranjo daqui a uns tempos!*), gravava e apresentava-vos a minha versão para ouvirem, mas como ainda não cheguei a esse ponto, apresento-vos apenas a letra adulterada.

Sapo, sapo, sapo / à beira do mar / quando o sapo canta / está a ressonar
Quando está com sono / vai para a caminha / e com ele vai / a Dona Sapinha
Ao adormecerem / estão muito contentes / pois não s'esqueceram / de lavar os dentes!

* [afinal arranjei coragem e gravei a canção em audio, o que não consegui foi carregá-la no blogue]

Pág. 6/6