Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alheia a tudo... ou talvez não!

Blogue da Bruxa Mimi. Marido: Gato Rogério. Filhos: "Vassoura", "Varinha", "Feitiço" e "Magia" (13, 11, 10 e 2 anos).

Disclaimer: Eu não escrevi isto na Notícias Magazine!

09.03.14 | Bruxa Mimi
Graças a um comentário anónimo ao post  anterior, fiquei a saber que houve alguém que usou o meu nome, associado ao blogue, para fazer um comentário a uma notícia sobre "mummy blogs" na Notícias Magazine. O comentário que lá aparece é o seguinte:

"O meu blogue é do mais infantil que há (é uma galinhice pegada, para dizer a verdade), mas pelo menos não tenho contratos de publicidade nem ando a vender a minha vida privada, que É O QUE ESTAS TODAS FAZEM!
alheiatudooutalveznao@blogspot.pt"

Quem me segue ou visita de vez em quando já me conhece um pouco... e quem me conhece de verdade sabe que não é o meu género, mesmo! Aliás, se eu quisesse* escrever um comentário negativo acerca de blogues que têm publicidade, não começaria por dizer mal do meu próprio blogue, escrevendo que era "infantil" ou "uma galinhice pegada", garanto! Independentemente de ter ou não as características apontadas...

A parte pior é pensar que qualquer pessoa pode andar para aí a maldizer, servindo-se da minha identidade. Tanto quanto sei, não o pode fazer com credibilidade em blogues, pois não aparecerá com o link associado ao nome, embora possa escrever anonimamente, assinar "Bruxa Mimi" e incluir o link do blogue (no fundo, o que fez a pessoa ao comentar o artigo). Mas em tudo o que funcionar da mesma forma que a Notícias Magazine, pode! E essa ideia é muito desagradável (e até um bocadinho assustadora).

*Em relação a este tema, não tenho nada, NADA mesmo, contra blogues que tenham contratos de publicidade ou lá o que seja. É que não ligo a isso. Ponto. Se, num blogue que sigo fielmente, ou num blogue que visito ocasionalmente, aparece publicidade nos lados, isso não me aquece nem me arrefece. Se aparece publicidade no meio de um concurso, giveaway, ou algo do género, simplesmente passo ao post seguinte. Se houver muita publicidade no meio dos posts, e começar a achar que é uma perda de tempo estar "ali", começo a visitá-los menos vezes. Simples, não?

A festa do Jesus

05.03.14 | Bruxa Mimi
No domingo, logo de manhã, apresentei ao Feitiço os planos para a manhã.

Eu: Primeiro vamos vestir a roupa, depois vamos tomar o pequeno-almoço, e depois vamos à Torre de Belém!

Feitiço [recapitulando à sua maneira]: Primeiro vamos brincar. Depois vamos vestir. Depois vamos comer o lanche [pequeno-almoço rebatizado]. Depois é que vamos à FESTA DE BELÉM, DO JESUS!

Para o caso de os mais distraídos não se estarem a lembrar, Jesus [Cristo] nasceu em Belém*.

*Uma Belém diferente e ligeiramente distante da que fica em Lisboa, mas é melhor eu ficar caladinha, pois já era bastante mais velha do que o Feitiço quando me apercebi que a Belém dos Jerónimos e da Torre - e dos pastéis, e da estação de comboios - não era realmente a mesma Belém onde Jesus nascera...

I beg your pardon?

05.03.14 | Bruxa Mimi
No domingo passado, de manhã, aproveitámos o facto da Vassoura não ter catequese e fomos visitar a Torre de Belém (entrada gratuita aos domingos até às 14h).

Havia fila à entrada, mas andava depressa. Visitámos o "rés-do-chão", a "cave" e o 1º andar. Não subimos à parte mais alta porque a fila que havia aí era muito grande e andava devagar - e além disso estava frio.

Resolvemos sair (ainda queríamos  - e fomos -) visitar o Museu dos Coches. Ao passarmos por uns estrangeiros que estavam na fila para entrar, uma senhora fez-me uma pergunta.

Lady [apontando para a Torre]: Is it good?
Eu:Yes - and it's free. [e segui o meu caminho]
Lady e amigos: It's free! Ahahah!

Aquela reação irritou-me incomodou-me deixou-me a pensar que razão os terá levado a rir naquele tom de gozo. Com a minha resposta, eu quis dizer que, mesmo que a Torre não fosse "grande coisa", como não tinham de pagar para entrar, não perdiam nada...  "Grátis" em inglês não é free? Será que pensaram que eu estava a querer dizer que a Torre estava livre (free, também), apesar de eles verem que estava cheia de gente? Nunca saberei. Mas penso que talvez tenham percebido o que quis dizer quando na bilheteira lhes perguntaram quantos eram e lhes deram os bilhetes a troco de zero euros...

Um ano!

04.03.14 | Bruxa Mimi
Eis-nos chegados ao primeiro aniversário do blogue. Para vos abrir o apetite*, deixo-vos com três fotografias:

O bolo de aniversário, made by Vassoura.
Alguns dos "comes e bebes", made by Varinha.
Como é dia de Carnaval, alguns dos convidados são ilustres:
duas princesas e  um pirata. (made by Vassoura)
*Possivelmente não haverá mais do que isto, a não ser que haja uma enchente de convidados; nesse caso, telefonarei para o catering V&V a encomendar com urgência mais umas comidinhas.

Alheia aos Óscares... ou talvez não!

03.03.14 | Bruxa Mimi
Atendendo ao tempo que passei a ver os vídeos dos discursos dos atores vencedores (com publicidade forçada no início), acho que já não me posso considerar alheia aos Óscares. Mas, na verdade, só escrevi este post para denunciar a injustiça de que são vítimas os homens da indústria cinematográfica.

É que delas, das mulheres, fala-se (quem fala) sempre, por causa da toilette, dos penteados, dos acessórios ou falta deles, etc. Dos homens só se fala se forem, pelo menos, nomeados para algum Óscar.

É ou não é uma injustiça? 'Tadinhos...