Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alheia a tudo... ou talvez não!

Blogue da Bruxa Mimi. Marido: Gato Rogério. Filhos: "Vassoura", "Varinha", "Feitiço" e "Magia" (12, 11, 9 e 2 anos).

"Calçar ou calar-se", eis a questão!

31.03.15 | Bruxa Mimi
Enquanto eu arranjava o Feitiço (era mais bonito dizer que eu o ajudava, mas ainda sou eu que o visto e ele é que colabora - ou não), e ele já tinha os sapatos postos.

Feitiço [para mim, num dos seus devaneios]: Senta, cão, senta!
Eu: Olhe*, cale-se*, menino que está a falar com um cão imaginário!
Feitiço: Mas eu já me calcei!

*O uso da terceira pessoa não é, de todo, a norma por aqui, mas às vezes, em situações deste tipo, sai. Antes isso que ficar ofendida por o meu filho me "chamar" cão!

A Bruxa Mimi agradece os parabéns

30.03.15 | Bruxa Mimi
... que os leitores simpáticos e bem-educados (que é o que são os leitores deste blogue) lhe vão quiserem deixar em comentário (mesmo que só leiam o post daqui a uns dias).

Na falta de imaginação para outra imagem, repito a do ano passado: a capa do livro em que a Bruxa Mimi faz anos.


Amanhã regresso para ver a enchente de comentários e ficar contente... :-) ... ou para ficar triste... durante alguns segundos!

Hoje...

28.03.15 | Bruxa Mimi
... vou ("vamos" - eu, Rogério e Feitiço - em aberto) participar nos 40 Dias pela Vida.

... @ Filhote Pato vem cá a casa! :-)

... acordei com dor de cabeça (já tomei um comprimido) e com dor no peito, quando respiro fundo (de vez em quando acordo assim, mas depois passa)

... já me lembrei da beata Chiara Badano: "Tu queres, Jesus? Então eu também quero."

4/4 - o pleno!

27.03.15 | Bruxa Mimi
Hoje apresentei alguns planos. O dia correu-me bem (ligeira dor de cabeça, mini-mini-corte da ponta do indicador direito - nem chega a ser corte, foi só um pouco de pele que ficou levantada - para contrariar a nota geral).

Chego à hora de ir dormir e apercebo-me que cumpri as quatro coisas da lista.

Não fui à Missa à hora que pensara (12:15h). Ao meio dia e vinte ainda fui a uma igreja mais perto da escola-sede do agrupamento de escolas onde trabalho, na esperança de que lá a Missa fosse ao meio dia e meia, mas não era. Rezei um bocado, acendi uma vela, mas Missa não houve durante o tempo que lá estive. Na altura pensei que não iria dar para cumprir as quatro atividades previstas (que horror, pareço mesmo uma professora, com este vocabulário!), mas o dia foi favorável. Às dezoito e quinze o Feitiço chegou da escola. O Rogério já tinha chegado. Deixei-os aos dois em casa e fui à Missa das 18:30h.

Gostei.

Pág. 1/7