Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alheia a tudo... ou talvez não!

Blogue da Bruxa Mimi. Marido: Gato Rogério. Filhos: "Vassoura", "Varinha", "Feitiço" e "Magia" (12, 11, 9 e 2 anos).

Sempre.

22.07.19 | Bruxa Mimi

[Escrito pela Vassoura.]

 

Olá!!

 

Eu sei que já não escrevo posts há muito, muito tempo, mas em minha defesa, no tempo de aulas mal tenho tempo para pensar num post, quanto mais escrevê-lo!

 

Mas agora estou de férias e tenho (quase) todo o tempo do mundo, por isso, here I am!!

 

Como sabem, ou ficam a saber, eu gosto muito do Harry Potter e gosto muito de fazer coisas à mão, tipo corte e costura. A junção disto só podia ficar fantástica e deu uma maravilhosa almofada que tem escrito Always (quem é fã de Harry Potter percebe), sendo o "A" o símbolo dos talismãs da morte. Sem mais delongas, ficou assim:

almofada_ALWAYS.jpeg

O tecido branco veio de uma fronha que tinha um buraco e passou a ser usada como tecido por mim e pela Varinha. O enchimento é maioritariamente enchimento "a sério" mas também tem cabelo de bonecas que eu e a Varinha cortámos a long time ago e restos de linhas e tecidos dos nossos cortes e costuras. Eu escrevi Always  com canetas de tecido da minha mãe.

A Magia e a fruta

07.07.19 | Bruxa Mimi

A Magia não é a maior fã de fruta que há por aí (ou por aqui), mas aos poucos está a tornar-se menos esquisita (houve uma altura em que tudo o que não fosse banana não servia para a Madame).

 

Hoje, ao jantar, tínhamos na taça apenas bananas e laranjas. O Rogério perguntou à Magia se queria banana ou laranja.

Magia: F[r]uta.

Rogério: Sim, fruta. Queres banana ou laranja?

Magia: F[r]uta.

O Rogério vai buscar uma banana e uma laranja e mostra-as à Magia.

Rogério: Queres banana ou laranja?

Magia: F[r]uta.

Rogério, aproximando a banana e a seguir a laranja: Queres a fruta-banana ou a fruta-laranja?

Magia: F[r]uta-la[r]anja.

Às moscas...

01.07.19 | Bruxa Mimi

Isto por aqui tem andado às moscas. Correção: isto tem andado tão, mas tão parado que nem as moscas cá têm vindo.

 

Talvez não acreditem (os poucos - mas bons, aliás, muita bons e muita queridos - que hão de ler este post), mas, ao longo de todo este tempo de ausência, não me esqueci que tinha um blogue e, por várias - muitas - vezes, pensei em textos que queria partilhar (também pensei em alguns que não partilharia mesmo que estivesse a escrever todos os dias, mas isso agora não interessa nada, como dizia a outra). Só que, mesmo estando ao computador, com algum tempinho (suficiente para ler algum novo texto no site das Famílias de Caná ou espreitar o Quiosque da Joana (leia-se "alimentar o vício") e, até, ocasionalmente, outros blogues, como o da Happy), não me apeteceu "materializar" as ideias por escrito... Porquê? Não faço ideia.

 

Gostava de poder garantir que vou estar por aqui com mais regularidade, mas não posso. Só sei que nada sei... acerca de ir ou não escrever com assiduidade.