Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alheia a tudo... ou talvez não!

Blogue da Bruxa Mimi. Marido: Gato Rogério. Filhos: "Vassoura", "Varinha", "Feitiço" e "Magia" (15, 13, 12 e 4 anos).

29.01.22

Quem me mandou "estudar"?


Bruxa Mimi

Na quinta-feira à tarde, a Vassoura, a Varinha e o Feitiço fizeram o segundo teste Covid, para poderem regressar à escola. Tudo negativo.

Ontem, sexta-feira, depois das aulas, passei num centro de testagem e fiz um teste*. Pensei que ia dar negativo, mas enganei-me.

Estou Covid-ada!

 

 

*Por um lado, o meu contacto com a Magia foi próximo durante todo o tempo de isolamento dela.
Por outro lado, todos os dias tenho recebido informação de mais um ou dois alunos que testaram positivo, nas várias turmas.
Para além disso, tinha uns mini-sintomas: pingo no nariz, tosse, e (o que me fez desconfiar mais um bocadinho, apesar de realmente pensar que ia "chumbar" no teste outra vez) um aumento de cansaço após fazer algo rotineiro como ir de casa para a escola e vice-versa. 

 

P.S. - Escrevi este post e agendei-o para as sete horas da manhã. Espero estar a dormir quando o post for publicado!

25.01.22

Best of: Uma parceria de escrita


Bruxa Mimi

[publicado inicialmente em 2-6-2018.]

 

A Vassoura e o Feitiço estiveram a escrever uma história a meias (entretanto zangaram-se e interromperam). A Vassoura contou-me dois momentos da sua parceria, que decidi partilhar convosco.

 

Feitiço: O homem era muito pobre e chamava-se Tóri [eles inventaram os nomes].

Vassoura: Está bem. Então pode ficar assim: «Era uma vez um homem paupérrimo...»

Feitiço: Não! O nome do homem era Tóri!

 

********* (Mais tarde...)

 

Feitiço: O cientista podia raptá-la. 

Vassoura: Mas porquê?

Feitiço: Porque ela era costureira e ...

Vassoura: Ó Feitiço, isso não faz sentido nenhum.

Feitiço: É que eu só tenho ideias para o desenvolvimento. É melhor tu acabares a reprodução.

Vassoura: A reprodução?!?!!

Feitiço: Sim, a parte do princípio da história chama-se assim.

Vassoura: Não, Feitiço, chama-se introdução!

24.01.22

A Magia foi Covid-ada


Bruxa Mimi

Os restantes testámos negativo, mas os irmãos terão de fazer novo teste ao 7.º dia, antes de regressarem à escola. Eu e o Rogério não precisamos de repetir o teste, a não ser que tenhamos sintomas, uma vez que ambos levámos a dose de reforço da vacina há mais de 14 dias.

Por aqui levamos a pandemia muito a sério, mas, felizmente, podemos dizer que a Magia está a lidar melhor com a Covid do que com as otites e gastroenterites pelas quais passou nos últimos meses. Esteve muito murchinha na quinta-feira, dia 20, febre nessa noite, e depois começou a recuperar o apetite, sinal de saúde!

09.01.22

Happy birthday, BFF!


Bruxa Mimi

Hoje faz anos a minha melhor amiga, que o é desde os meus sete/oito anos.

Há anos que digo que hei de escrever (um "senhor texto", longo) sobre ela, mas ainda não o fiz. 

Hoje também não vou cumprir esse meio propósito, meio promessa. Vou só contar uma coisa que ela me disse, muito antes de eu ser a Bruxa Mimi, ou de conhecer o Gato Rogério, sequer.

Não tenho certeza se a minha BFF, na altura, já era casada, estava noiva ou simplesmente namorava com o jovem que é seu marido (já há 23 anos). Mas eu não tinha nada disso e queria ter, e falávamos do meu eventual futuro casamento (não sei a que propósito, uma vez que não sei se poderia ser por estarmos a falar do seu que estaria para ser ou teria sido, ...).

Diz-me ela:

- Eu estarei no teu casamento, seja católico, protestante, budista ou o que for.*

E eu percebi que sim, que ela estaria para mim, fossem quais fossem as minhas opções de vida - e não só relativas à cerimónia de casamento.

Pode não parecer nada de especial, mas foi muito importante para mim!

 

*Tanto eu como a minha BFF éramos e somos católicas praticantes (acrescentei "praticantes" para tornar mais claro o que quero dizer, embora ser "católico não praticante" seja, para mim, uma coisa estranha. Se calhar é o mesmo que dizer que sou benfiquista, mas não ver um único jogo do Benfica - para um adepto ferrenho, também deve ser uma coisa estranha... Para tudo há perspetivas! 🤷‍♀️)

 

09.01.22

Tudo "chumbado" cá em casa


Bruxa Mimi

Na última semana de aulas antes do Natal, 5/6 dos habitantes cá de casa tiveram febre. Eu fui a que escapei. Fizemos teste PCR para ver se era Covid, mas tivemos todos negativa. (Eu fui a primeira a fazer teste, porque tinha tido contacto com um aluno que testou positivo uns dias antes - 12, para ser exata...)

Além de febre, houve outros sintomas, distribuídos de forma distinta pelo pessoal: dor de cabeça, dor de garganta, vómitos, diarreia (código a partir daqui: 💩💧), falta de apetite, mau estar generalizado e não me lembro se mais alguma coisa. Ah!, claro, tosse e ranho!

A Magia foi a única a ir ao hospital, porque, entre vómitos, 💩💧 e febre, já estava há uma semana* uns dias "em baixo" (antes que me considerem doida e uma mãe irresponsável - não que às vezes não seja... -, ela não estava com os sintomas todos em simultâneo, ok?). O diagnóstico foi gastroenterite viral. Quando tivemos os resultados negativos, deduzimos que o diagnóstico da Magia devia ser o dos outros. Mas é muito estranho uma gastroenterite que não dá vómitos nem 💩💧 (como no caso do Feitiço)!

Embora não tenha tido febre, tive 💩💧. Quando percebeu que eu também não estava bem, a Magia disse:

- Mamã, se tu também estás doente, quem é que vai tomar conta de nós?

 

Nota: no dia de Natal, à noite, comecei a ter arrepios de frio... 37,5ºC (aparentemente, nada de especial, mas para quem costuma ter menos de 36ºC, 37ºC já é alguma coisa!).

No dia seguinte, tive 38 e tal, depois 39,4ºC... Nos dias seguintes, não tive mais nada! 😊

 

*ver comentário do Gato Rogério (é o primeiro comentário)