Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alheia a tudo... ou talvez não!

Blogue da Bruxa Mimi. Marido: Gato Rogério. Filhos: "Vassoura", "Varinha", "Feitiço" e "Magia" (14, 12, 11 e 3 anos).

06.06.17

Fiquei chocada!


Bruxa Mimi

Dizia eu no post sobre o batizado da Magia que fiquei chocada ao ver uma das leitoras no filme que o Tio Gato gravou, na câmara do Gato Rogério. 

 

Não estou a exagerar, fiquei chocada. Ainda estou chocada!

 

Começo por identificar as leitoras: eu li a primeira leitura e o salmo responsorial, e a Vassoura leu a segunda leitura (e, já agora, fica registado que o Rogério leu as orações dos fiéis).

 

Qual das leitoras me chocou, pela forma como leu? Eu, senhores. 

 

Durante anos fui leitora em determinado contexto, que incluía ler na Missa. Nunca me fizeram correções à forma como lia (demasiado depressa ou devagar, etc.), mas a avaliação que eu fazia da minha própria capacidade não dependia disso. Eu sei ler respeitando a pontuação, se há palavras mais difíceis (e na Bíblia há várias) eu não costumo atrapalhar-me, a velocidade tem-me parecido adequada (exceto no domingo anterior ao do Pentecostes, em que, segundo o Rogério, eu li tão depressa que parecia que queria era despachar a leitura), enfim... até acho que leio bastante bem! Além disso, para me assegurar que faço uma leitura em condições (quer na Missa, quer a ler uma história aos alunos), preparo-a com antecedência.

 

Então, por que razão fiquei chocada? 

 

Não foi pela dicção, pela velocidade ou pelo volume da voz. As palavras soavam-me bem. O problema estava na minha expressão facial enquanto lia. Parecia que estava a fazer teatro*! Menos, Mimi, muito menos!

 

*Eu tenho uma veia artística que puxa para o teatro, mas nunca foi minha intenção pô-la a funcionar enquanto leitora na Missa.

5 comentários

Escrever palavras mágicas