Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Made by Vassoura



Comentários recentes

  • Jéssica

    ahahahahah crianças !! Tããõ bom

  • Nuno

    Pelas tuas Aventuras bem mereces a nomeação 

  • Nuno

    De facto é como dizer-nos que estamos ensopados de...

  • Joana Marques

    chá de gengibre! Resulta mesmo!

  • Pózinhos de pirlimpimpim

    😂😂😂 Bem visto, Vassoura. Nova palavra para o dicio...




Há boas notícias, no Diário de um Urso!

por Bruxa Mimi, em 04.11.18

O Nuno decidiu aceitar ajuda.

 

Mais do que ajuda de psicólogos, ele gostaria de receber palavras gentis, um abraço amigo.

 

O Nuno gostaria de conhecer pessoalmente alguns de nós. Uns estaremos mais longe, outros mais perto, mas acho que podemos fazer acontecer, não acham?

 

Vamos comentar no blogue do Nuno e dar-lhe apoio, e/ou combinar algo, se possível?

 

He can beat this depression. Yes, he can! And we can help him! Who's with him?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


37 comentários

Imagem de perfil

De Nuno a 04.11.2018 às 18:32

Obtido de coração a ti e a todos 
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 04.11.2018 às 18:33

Não precisas de agradecer! Mas aceito o teu agradecimento, se fazes questão de o verbalizar. 
Imagem de perfil

De Nuno a 04.11.2018 às 18:38

Vou rever os textos e corrigir os erros quando for ao PC prometo acho que para se manter um blog é preciso saber escrever digo eu
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 04.11.2018 às 18:40

Talvez não seja preciso, mas ajuda! 
Imagem de perfil

De Nuno a 04.11.2018 às 18:43

Eu também não gosto de ver erros vou dar por aqui uma espreitadela e comentar te e vou ser um chato habitual por aqui 
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 04.11.2018 às 18:50

Ainda não me conheces, Nuno - eu adoro "chatos" que comentam e comentam e não se cansam de comentar! Muita pena tenho de ter quase sempre poucos comentários! 
Imagem de perfil

De Nuno a 04.11.2018 às 18:53

Esperote muito mais vezes no meu blog eu vou cá pasar mais vezes e te tar recuperar os blogs que digo e os leitores que me vinham visitar do espero que as pessoas nso se afastem 
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 04.11.2018 às 18:55

Escreveste novamente à pressa... 
Imagem de perfil

De Nuno a 04.11.2018 às 18:56

Vou tentar escrever com mais calma 
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 04.11.2018 às 19:01

Ah, assim é muito melhor! Obrigada! 
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.11.2018 às 20:22

Encontrei a saga por mero acaso.
É evidente que uma "ameaça" de suicídio - parece que disso se trata - é sempre  de ter em consideração e redobrada atenção. Por norma são apelos e devem ser ouvidos. 
No entanto, penso - sou só eu, pelo que me apercebi - que é de uma inutilidade confrangedora que o apelo tenha como alvo o digital. 
Suponho que a pessoa em causa - partindo do princípio que se trata de uma situação real - necessita da ajuda de profissionais. Não são comentários - por muito bem intencionados que sejam - que o irão ajudar. Reparei que até um manual prático para se atingir a felicidade era recomendado!!! Faltou apenas o Gustavo Santos.
Depois dei de caras com uma proposta de uma espécie de "encontro" a dois e fiquei arrepiada. O encontro proposto foi aceite com uma facilidade e uma irresponsabilidade inauditas pela "convidada". 
Trata-se exactamente de quê?
De um homem a carregar uma depressão grave e a necessitar de tratamento urgente e profissional, ou de uma sinistra, uma mórbida,  forma de "engate"?
Admito que me assusta esta promiscuidade entre o digital e o real tão levada a sério e a facilidade com que identificamos alguém como mártir, só porque sim.
O senhor - caso seja real o que narra - deve ser tratado e ajudado por profissionais e não por este tipo de simulacro de solidariedade que, ainda por cima, é incompetente e não tem qualquer preparação para lidar com uma das mais trágicas doenças do planeta.


Mas isto sou eu, que sou pateta.
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 04.11.2018 às 21:48

Obrigada pelo teu comentário, Gaffe. Um contributo absolutamente coerente e pertinente. Mas não me parece que tenha havido um "simulacro de solidariedade" - a maior parte das pessoas que se apercebeu que o Nuno não falava apenas de deixar o blogue disse-lhe para procurar ajuda, ninguém tinha a pretensão de ajudar pessoalmente (com exceção de quem se ofereceu para lhe enviar um livro), na minha opinião.
Quanto ao convite feito e aceite, a proposta partiu dela e não dele, e não sabes como vai ser a combinação entre eles e eventualmente entre o Nuno e outras pessoas (se voltares lá, vais ver que há mais propostas) - pode dar-se o caso de o local de encontro ser definido por ela, num local em que se sinta segura.
Num comentário do blogue do Nuno eu cheguei a dizer-lhe que parte de mim achava que era tudo uma aldrabice, que não fazia sentido... Tal como tu, não sei o que é e o que não é verdade, mas não teria ficado bem com a minha consciência se tivesse simplesmente ignorado o que li por lá - onde fui parar quase por acaso.
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.11.2018 às 23:12

A interacção entre um leigo e um doente do espectro que me parece ser o presente, raríssimas vezes resulta. A carga emocional pesa sobre toda a vida do pretenso apoio. Sem a supervisão de um profissional, pode ser altamente danosa a "dependência" que é muitíssimas vezes criada.


A históriaesta repleta de incongruências e contradições. Aparecem pedras à frente das pedras. Irremovíveis e um surpreendente e repentina vontade de interacção mais física.
Não duvido um instante das boas intenções e da boa vontade dos comentadores - embora acho tola a oferta do manual prático da felicidade -, mas não me parece que uma rede social possa contribuir para a melhoria da saude mental de um alegado paciente. A depressão, este grau de depressão, necessita de apoio de profissionais treinados, nao de caixa de comentários preenchida com palavras de motivação e incentivo. 
Se realmente é real o que se está a passar, o senhor deve pedir ajuda a um psiquiatra. Há imensos e muito bons. Não é necessária esperar pelo nome de um, fornecido por um comentador anónimo. O SNS tem óptimos. suponho que todos os comentadores deveriamter insistido na necessidade de se recorrer à ajuda de um profissional. Acredito que todos pensaram nessa urgência.


Sei que sou de uma crueldade e insensibilidade atroz, mas tenho de admitir que toda a história exala um cheirinho a prestidigitação.
Não estou nada convencida, mas a verdade é que também nao tenho se estar.
Posso estar a ser malévola, mas o senhor assusta-me e não apenas pelas razões mais óbvias.
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.11.2018 às 23:14

E, tal como o senhor, os meus lapsos e gralhas sucederam-se no comentário anterior.
O homem "pega-se".
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 04.11.2018 às 21:58

Outra coisa: houve quem dissesse ao Nuno, num comentário, que lhe podia dar o contacto de um bom psiquiatra. Ele recusou,na altura (estava a recusar todas e quaisquer propostas ou ideias), mas entretanto está a tentar encontrar a pessoa que falou nisso (não será fácil, porque foi uma anónima que se identificou apenas como Ana). Portanto, a ajuda que consideraste inútil levou-o a aceitar que precisa de procurar ajuda profissional...
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.11.2018 às 23:19

Suponho que procura apenas a "Ana".
Psiquiatras, há imensos e muito bons.


Por muito gelada que possa parecer, diria que não marcaria encontro com o senhor, mesmo no centro de uma multidão. O senho devia era marcar encontro com um psiquiatra.
Isto, claro, se a história tiver uma pontinha de verdade.
O senhor é assustador. Tem de se tratar.
Sem imagem de perfil

De Mag@ sob disfarce a 05.11.2018 às 00:06

*Cintra. Lindley Cintra.
Valham-me os deuses, que aquilo é contagioso.
Imagem de perfil

De Gaffe a 05.11.2018 às 00:12

Juro que "Mag@ sob disfarce" não é o meu nome do meio. 
Isto está a tornar-se demasiado estranho... ...
Imagem de perfil

De Gaffe a 04.11.2018 às 23:28

Mas pelo menos o senhor tem razão numa coisinha: responder através do teclado do telemóvel é uma maçada capaz de destruir o Lindley Sintra.
;)
Imagem de perfil

De Gaffe a 05.11.2018 às 00:10

*Cintra. Lindley Cintra.
Valham-me os deuses que aquilo é contagioso.
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 05.11.2018 às 19:24

Dando uma resposta geral a todos os teus comentários, Gaffe, acho que não pareces fria de sentimentos, mas fria na análise da situação, o que pode ser uma vantagem. Eu também não tenho confiança cega no que li, e também fiquei com a pulga atrás da orelha em relação a alguns pormenores da história contada...
Suponho que faça sentido que se procure um psiquiatra no SNS, mas também é bastante comum uma pessoa querer consultar um médico tendo por base uma recomendação (mesmo quando a recomendação vem de alguém que não se conhece pessoalmente)...
Quanto ao contágio, ... 
Imagem de perfil

De Gaffe a 05.11.2018 às 21:58

O senhor começa a tornar-se altamente irritante e parece-me, repito, parece-me - , como diz Sofia Aparício - uma "sêcaaa".


Não vale a pena voltar ao assunto.
:)*


Imagem de perfil

De Nuno a 05.11.2018 às 23:28

Já vi que por estas bandas a minha história suscitou dúvidas é até imagens de quase psicopata lamento profundamente que se faça essa análise fria embora compreenda os receios procurar ajuda psiquiátrica não é assim tão fácil muuto mebos no SNS onde quase não existem psiquiatras e os que há demoram meses senão  anos para marcar consulta, como já disse há bruxa Mimi não sou pessoa de dar erros ortográficos que também me irritam quando escrevo com mais cuidado e num teclado de computador num teclado de telemóvel reafirmo é mais complicado, lamento que a analise feita da situação tenha sido feita com base nos erros ou no julgamento da boa vontade de terceiros a minha cara Gaffe comete ela dim uma grande gaffe ao conciderar que estás situações se tratam com profissionais, apoio ombros amigos compreensão são tão ou mais importantes que um profissional que passa meia dúzia de drohmgas e diz meia dúzia de chalaças, sei do que falo já pasi por 4 psiquiatras e nenhum me ajudou verdadeiramente so quem passa por estas situações as compreende a outros e mais facil julgar,  aliás a sociedade está frita para isyo e feita disto egoísmos incompreensão e julgamentos dos problemas alheios ndo dou perigoso nunca faria mal a ninguém e posso dizer que me mágoa profundamente ler este tipo de comentário a quem assim pensa e se vos melindre do tenho a pedir desculpa mas minha cara gaffe não sei o que a leva a ser tso levianamente insensível para vlcom a dor alheia  mas peço-lhe se lhe meto medo pode afastar-se do meu blog  quanto aos erros peço desculpa ainda assim não concidero que devam ser alvo de troca ou gozo destes sursutos do bom português 
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 05.11.2018 às 23:39

Nuno, os teus erros, maioritariamente gralhas, não são alvo de troça. O que se passou foi que a Gaffe aproveitou o facto de termos (eu e tu) falado sobre os teus erros para os usar como desculpa para as suas próprias gralhas! 
Imagem de perfil

De Nuno a 05.11.2018 às 23:41

Se asim e penso que devo um pedido de desculpas a gaffe aliás de quem já dei um saltinho ao blog e gostei dos seus textos embora estes seus comentários me tenham parecido frios 
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 05.11.2018 às 23:53

Não posso falar pela Gaffe - só ela poderá dizer se aceita o pedido de desculpas!
Imagem de perfil

De Nuno a 05.11.2018 às 23:54

Irei fazê-lo no sri blog bem como te tsr chegar a fala com ela 
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 05.11.2018 às 23:57

Não percebi a última parte do comentário (a pressa estragou tudo, mais uma vez)...
Imagem de perfil

De Nuno a 06.11.2018 às 00:04

Irei fazê-lo no blog dela e tentarei chegar a fala com ela 


Desculpa 
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 06.11.2018 às 09:53

Ok, obrigada por reformulares o comentário!
Imagem de perfil

De Gaffe a 06.11.2018 às 10:19

Meu caro,

Vamos por etapas. Tenho de as repartir por vários comentários, já que não cabem apenas neste.

A sua história está sujeita a interpretações, dúvidas, suspeitas, análises e até todas as imagens que se nos aprouver, porque assim o permitiu.

Jamais a minha suposta “análise” – eu preferiria opinião -, teve como base os seus “erros ou o julgamento da boa vontade de terceiros.” Habituei-me a gralhas, lapsos, erros ortográficos desde que o Acordo Ortográfico entrou em vigor. Usei apenas os seus, para aludir aos meus, assim como referi, e sublinhei, que em momento algum duvidei da boa-vontade e das boas intenções dos seus comentadores. Acredito piamente que os comentários que recebeu foram impolutos e solidários – com excepção daquele que lhe oferece um guia prático para a felicidade, que considero imbecil.

Imagem de perfil

De Gaffe a 06.11.2018 às 10:20

A situação que descreve como sendo a sua, oferece, na minha humilde opinião, duas vertentes:

Se é minorada, ou mesmo sanada, com uma caixa repleta de comentários mais que esperados, suponho que não terá a gravidade que lhe entrega. As redes sociais estão também pejadas de bandeiras solidárias que abanam ao vento durante algumas horas e, apesar de pouco, ou nada, moverem, são muito apreciadas. 

Acredito que as pessoas que estão disponíveis para acompanhar graves disfuncionalidades dos amigos, não costumam fazer “like” em lamentos cibernéticos. Acredito que estão limitados – compreensivelmente – pela incapacidade de interagir em presença que deve ser supervisionada por um profissional de saúde especializado.

É assustador pensar que apenas os amigos – sejam eles de que espécie for – se devem tornar responsáveis pela sua recuperação, sobretudo quando refere que provavelmente se aproxima do suicídio.

É perigoso, injusto e origina dependências muito pouco saudáveis. Os amigos servem de esteio, ou de alicerce, mas não são a casa inteira.  

A segunda hipótese contém a possibilidade da situação que descreve ser ficcionada, ou inflaccionada. Neste hipotético caso, é evidente que os seus motivos não são adoráveis.

Imagem de perfil

De Gaffe a 06.11.2018 às 10:20

É claro que “só quem passa por estas situações as compreende”. Não sei então como apela à compreensão dos seus leitores menos sofridos, menos sofredores. Devo realçar neste momento que há, claro que sim, gente capacitada e capaz de o compreender e ajudar, sem ter de passar – ou ter passado – por situações análogas. São psiquiatras. Os casos urgentes são sempre prioritários.

Não o julgo. Não posso. Não quero. Permitiu apenas - e quis -, que a sua exposição originasse opiniões. Esta foi a minha. Se a considera insensível e fria, não seguindo os requisitos que esperava, provavelmente será. É a minha deficiência profissional e a sua expectativa gorada. Nem sempre um despertador toca o Danúbio Azul.

Vou seguir a sua sugestão. Não vou voltar a lê-lo. 

Imagem de perfil

De A Hipster Chique a 06.11.2018 às 00:45

O Nuno não está sozinho e já lhe fiz chegar todo o meu apoio. É possível vencer a depressão e o fundo do poço não é um lugar permanente.
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 06.11.2018 às 09:54

Ainda bem que o fizeste! 
Há muito tempo que não te via por aqui (mas também não te tenho visitado, é um facto... )!
Beijinhos
Imagem de perfil

De A Hipster Chique a 12.11.2018 às 18:55

Estive afastada e o tempo não tem dado para tudo! Mas vou dando as minhas voltas por aqui pelos blogs :)
Beijinhos 

Comentar palavras mágicas




Made by Vassoura



Comentários recentes

  • Jéssica

    ahahahahah crianças !! Tããõ bom

  • Nuno

    Pelas tuas Aventuras bem mereces a nomeação 

  • Nuno

    De facto é como dizer-nos que estamos ensopados de...

  • Joana Marques

    chá de gengibre! Resulta mesmo!

  • Pózinhos de pirlimpimpim

    😂😂😂 Bem visto, Vassoura. Nova palavra para o dicio...