Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Made by Vassoura



Comentários recentes

  • Nuno

    Olá amiga espero que depois de todola esta azáfama...

  • omeumaiorsonho

    Bom trabalho ;)

  • Carla Pereira

    Um pulinho para enviar um beijinho!

  • Mamã Coruja

    Experimenta a Glod! São tão boas!Convido-te a visi...

  • Bipolar

    Ahahah, que delícia de post! Por acaso, como tenho...




Season 1 (12 episodes) 

Kids,

 

Antes de vos contar sobre os meus amores primários, onde é que eu ia? A ver se me lembro sem ter de espreitar o episódio 11...

 

Ah, já sei! Contei-vos da X e do Y, e de como continuo amiga de ambos. Ora então, continuando a viajar pelas minhas memórias, vou contar-vos um dos episódios mais difíceis e desagradáveis deste meu percurso...

 

Havia, numa das Comunidades Neocatecumenais da Paróquia a que eu pertencia, um "rapaz" mais velho do que eu (atendendo a que eu já era uma jovem adulta, ele já não era propriamente um rapaz, mas é mais simples identificá-lo como tal) que eu conhecia de nome e de vista. Ao contrário dos outros rapazes que mencionei anteriormente, este não tinha nenhum traço que me atraísse (nem olhos, nem sorriso, nem voz, nem nada). Era-me indiferente, no sentido que não despertava nenhum sentimento, nem mau, nem bom.

 

Como a Eucaristia aos sábados à noite juntava todas as Comunidades da Paróquia, era nessas ocasiões que eu o encontrava. Se me cruzasse com ele na altura do Abraço da Paz (circulávamos livremente pela igreja, e não cumprimentávamos apenas quem estava sentado mais perto de nós), eu cumprimentava-o normalmente, como a qualquer outra pessoa presente.

 

Havia outra altura da semana em que eu por vezes me cruzava com o rapaz. À sexta-feira à tarde, quando eu estava a chegar à paróquia onde era catequista, estava ele a sair do autocarro, numa paragem que ficava perto da igreja. Sempre o cumprimentei cordialmente, nessas ocasiões.

 

Lembro-me que por vezes me passava pela cabeça que talvez o rapaz gostasse de mim de uma maneira "especial". Mas como era uma coisa apenas da minha cabeça, não me incomodava nem tirava o sono. O problema começou quando uma rapariga, no meio de uma conversa em que estavam presentes várias pessoas, disse que era óbvio que o tal rapaz gostava de mim, que "saltava à vista". Não sei como é que a conversa foi ali parar, mas não gostei!

 

O que foi que aconteceu depois? Isso é assunto para outro episódio...

 

Season 2, Episode 2 (Ep. 14)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:


4 comentários

Imagem de perfil

De Mafalda a 08.02.2018 às 21:54

Lá do outro planeta onde eu vivia nunca dei por nada...
Imagem de perfil

De Bruxa Mimi a 08.02.2018 às 21:59

Nem tu no outro planeta, nem ninguém da família neste planeta! Passou-vos ao lado, e ainda bem!

Comentar palavras mágicas




Made by Vassoura



Comentários recentes

  • Nuno

    Olá amiga espero que depois de todola esta azáfama...

  • omeumaiorsonho

    Bom trabalho ;)

  • Carla Pereira

    Um pulinho para enviar um beijinho!

  • Mamã Coruja

    Experimenta a Glod! São tão boas!Convido-te a visi...

  • Bipolar

    Ahahah, que delícia de post! Por acaso, como tenho...