Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alheia a tudo... ou talvez não!

Blogue da Bruxa Mimi. Marido: Gato Rogério. Filhos: "Vassoura", "Varinha", "Feitiço" e "Magia" (14, 12, 11 e 3 anos).

03.05.17

Mês de Maria - Dia 3


Bruxa Mimi

"REZAI MUITO E FAZEI SACRIFÍCIOS"

 

A branca Senhora mais brilhante que o sol, quando apareceu em Fátima, mostrou o inferno aos Pastorinhos. Era um mar de fogo, onde estavam mergulhados os demónios e as almas como se fossem brasas transparentes, soltando gritos e gemidos de dor e desespero que horrorizavam e faziam estremecer de pavor. 

E Nossa Senhora, com o rosto magoado de tristeza, disse: 

- Rezai, rezai muito e fazei sacrifícios pelos pecadores, que vão muitas almas para o inferno por não haver quem se sacrifique e peça por elas. 

A Jacinta, muito impressionada com esta pavorosa visão e com as impressionantes palavras da Virgem Santíssima, exclamava com amargura: 

- O inferno! O inferno! Que pena eu tenho das almas que vão para o inferno! E as pessoas lá vivas a arder como lenha no fogo! É preciso rezar muito para livrar as almas do inferno. Vão para lá tantas! 

E, meia trémula, ajoelhava, de mãos postas, a rezar a oração ensinada pela celeste Aparição: - Ó meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o céu, principalmente as que mais precisarem. 

E permanecia assim por grandes espaços de tempo, de joelhos, repetindo a mesma oração. 

Se rezarmos e fizermos sacrifícios, os pecadores convertem-se. Foi o que prometeu Nossa Senhora e o que mostra este caso contado por Lúcia. 

«Havia no nosso lugar, uma mulher que nos insultava sempre que nos encontrava. Encontrámo-la um dia quando saía da taberna, e a pobre, como não estava em si, não se contentou desta vez só com insultar-nos. Quando acabou o seu trabalho (de bater), a Jacinta diz-me: - Temos que pedir a Nosso Senhor e oferecer-Lhe sacrifícios pela conversão desta mulher». 

Os Pastorinhos rezam e sacrificam-se e pouco depois a pobre pecadora converteu-se inteiramente. «Não só não nos insultava, mas pedia-nos continuamente para pedirmos por ela a Nossa Senhora que lhe perdoasse os seus pecados». 

Não queres também durante este mês de maio alcançar com tuas orações e sacrifícios a conversão de algum pecador?