Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alheia a tudo... ou talvez não!

Blogue da Bruxa Mimi. Marido: Gato Rogério. Filhos: "Vassoura", "Varinha", "Feitiço" e "Magia" (13, 11, 10 e 2 anos).

Sonhos #65

25.03.17 | Bruxa Mimi
Não sou capaz de contar o sonho todo, porque, como é normal em sonhos, tem saltos espaciais e temporais difíceis de descrever. Vamos ver o que consigo contar.

Estava na praia com a madrinha da Varinha. A certa altura passa uma menina com dois anos, mais ou menos, a correr atrás de uma bola que rolava pela areia. A minha preocupação era perceber se havia algum adulto relacionado com a menina a tomar conta da ocorrência. Havia, embora ao início me parecesse que estavam muito descontraídos relativamente ao afastamento da criança. Um dos senhores diz:

- Nós delimitámos um perímetro [não me perguntem como], por isso ela não pode sair da praia nem por um lado, nem pelo outro.

Ainda na praia, a certa altura eu e a madrinha da Varinha apercebemo-nos que a Marta, sua filha, com 14 anos, não estava à vista. Procurámos um bocado sem a encontrar.

Mais tarde, a minha comadre liga-me a dizer que a Marta já aparecera. Tinha ido (com amigas) ao "Parque do Sétimo*".

Eu: Sem te pedir autorização... [estava surpreendida porque a Marta é ajuizada!]

Comadre: Sem pedir autorização e sem dizer nada!

O sonho acabou, pois a seguir acordei. Mas, já acordada, pensei que realmente não custava nada avisar a mãe dos seus planos - no mínimo, já que o correto seria pedir autorização!

*O nome do parque era mesmo assim, no sonho.

Escrever palavras mágicas:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.