Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Made by Vassoura



Comentários recentes

  • Bruxa Mimi

    Sim, obrigada! O ranho e a tosse é que continuam, ...

  • mami

    já está melhor?

  • Bruxa Mimi

    Também não consigo imaginar...

  • Bruxa Mimi

    Já está melhor (mas ranho e tosse continuam)! Beij...

  • Bruxa Mimi

    Se calhar depende dos sítios...




Lembro-me...

por Bruxa Mimi, em 13.04.17

... de ter lido, há anos (tinha o blogue apenas alguns meses), num blogue de alguém que escreve bem, algo como:

 

"Encontrei um novo blogue [não era o meu] que me pareceu interessante, com alguma piada, até dar de caras com «À anos...»... Não, afinal não vai dar para seguir este blogue!"

 

Na altura pensei que era radical excluir o tal blogue por causa desse erro (que eu também detesto e para a erradicação do qual tentei contribuir aqui e aqui), pois, se gostava do conteúdo, talvez valesse a pena ler.

 

Hoje fui espreitar um blogue que me aparecia como sugestão de subscrição. Não consegui subscrever porque vi demasiados erros, em vários posts, e o conteúdo não me interessava o suficiente* para conseguir desligar a mente dos erros. Foi nessa altura que me lembrei do que tinha lido há anos... e compreendi melhor a opção da blogger.

 

* Há outros blogues em que o conteúdo justifica a leitura, apesar dos "erros de estimação" que lá se encontram.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Não sou fã dos D.A.M.A., mas...

por Bruxa Mimi, em 31.01.16
... não podia não partilhar este vídeo! 


"As lições da Mimi" desta vez não são da Mimi!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

À beira-mar

por Bruxa Mimi, em 27.01.16
Não fui à beira-mar, estou apenas a responder à questão que formulei no post anterior:

"... país à beira-mar (com ou sem hífen?) plantado..."

"Beira-mar" escreve-se com hífen. :-)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

... tem tudo (ou quase, vá)! ;-)

Começando pelo fim, a informação encontrada:

«Fiar fino» – significa fazer um trabalho bem feito. «Fiar muito (mais) fino», segundo o Dicionário de Expressões Populares Portuguesas, de Guilherme Augusto Simões (ed. Perspecticvas & Realidades, Lisboa): «Diz-se do que exige cuidados especiais ou se reveste de especial atenção; mudar de figura; ser mais exigente (Cândido de Figueiredo).» 
Já o dicionário da Academia das Ciências de Lisboa regista assim «fiar (mais) fino»: 
«Apresentar dificuldades, obstáculos; exigir esforço, cautela e minúcia. "Não basta um homem bater no peito e pertencer à irmandade do Santíssimo para o anjo da guarda lhe guardar as costas. Fia mais fino. Se a troco de duas cruzes na testa, duas rezas, um cristão estivesse a coberto de percalços, escorregar e não partir uma perna, meterem-lhe as mãos nos bolsos e não lhe palmarem a carteira, ter uma mulher de estalo e não lha abarbatar o amigo, quem quer era cristão." [Aquilino Ribeiro Machado, "Malhadinhas"].» 
Quanto a «Piar (mais) fino», não se encontrando registada em nenhum dicionário consultado, é expressão usada correntemente, numa clara "adaptação" da anterior, significando «falar sem levantar a voz, ou seja, não cantar de galo». Em certas circunstâncias, «piar fino» pode corresponder a «baixar a bola».


Vem esta explicação, abusivamente classificada com a etiqueta "As lições da Mimi" (porque a explicação não é minha, como se vê), a propósito da expressão "pia mais fino" que utilizei ontem no post "Falta-me coragem". Filhote Pato, como leitor atento que é, disse-me que lhe parecia que a expressão correta era "fia mais fino". Conversa puxa conversa, e fiquei de investigar o assunto. Foi o que fiz (de forma pouco exaustiva, diga-se de passagem) e o resultado é este post. Pelos vistos, a expressão que utilizei (e utilizo de vez em quando) é usada correntemente, mas é uma adaptação da outra, ou por outras palavras, é uma prova que a língua é viva e está em permanente evolução...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

E depois as crianças é que escrevem mal...

por Bruxa Mimi, em 27.04.15
"á dois dias á procura" vi eu escrito por um adulto bem exigente no que à educação dos descendentes diz respeito.

" dois dias à procura", da próxima vez, está bem? [Faz de conta que o adulto recebe a mensagem por este meio. No fundo o que eu quero é desabafar.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

... porque têm uns meses especiais, com um "x" número de "dias tal" da semana, o que, de acordo com alguns emails ou publicações no facebook, só voltará a acontecer 300 ou, em alguns casos, 800 anos mais tarde.

Senhoras e senhores, se esses anos (com 5 sextas-feiras, 5 sábados e 5 domingos no mês de maio, por exemplo - esperem... 2015 é um desses anos, incrível coincidência!) são realmente especiais, alegrai-vos: bastam 6 anos ou às vezes apenas 5 para voltarem a acontecer (depende de quantos anos bissextos há pelo meio). Na pior das hipóteses, bastam 11 anos. Relativamente ao exemplo dado, posso garantir que haverá outro mês de maio com 5 sextas, sábados e domingos em 2020, 2026, 2037, 2043, 2048, 2054, 2065, 2071, 2076, 2082, 2093.

Digo ainda mais: se soubermos escolher o mês certo em cada ano, serão todos "money bags", pois (quase) todos os anos há meses com 31 dias a começar a uma sexta-feira, com 5 sextas, sábados e domingos*. Se não fizermos questão nesses dias da semana, mais fácil será "descobrir" um "money bag": GARANTO que todos os meses de 31 dias têm 5 exemplares de três dias da semana, que serão os que calham a 1 (8, 15, 22 e 29), 2 (9, 16, 23 e 30) e 3 (10, 17, 24 e 31).

Chamem-me génio, calendário ambulante, Nostradamus... ou simplesmente observadora.

*Na falta de meses com 31 dias a começar à sexta-feira, há meses com 30 dias a fazer esse serviço. Mas nestes meses só há 5 sextas e 5 sábados... aquele que seria o 5º domingo será o dia 1 do mês seguinte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Não gosto...

por Bruxa Mimi, em 31.01.15
... mas não me arrepia, especialmente se for escrito por uma criança de oito anos que ainda está a dar os primeiros passos nas conjugações verbais e nos verbos reflexivos*:

"Olá papá, nós gostava-mos que tu arranjasses o microfone."

Microfone e mensagem estrategicamente colocados na bancada da cozinha.
Pessoalmente, não quero sei se quero que o microfone seja arranjado...

*[coisa que "gostar" não é]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esses [s] a mais nas formas verbais

por Bruxa Mimi, em 28.01.15
Oiço muito este tipo de interação entre mães, pais, avós, etc., e uma criança:

Adulto: [...], ouvistes? / [...] fizestes [...]

Ou a criança é da realeza (e da "especial", que vale por mais do que uma pessoa e que se refere a si própria dizendo "Nós" em vez de "Eu"), ou o adulto está a acrescentar um "s" a "ouviste" e "fizeste"!

Ora vamos lá conjugar o Pretérito Perfeito de alguns verbos:

Eu nadei / Tu nadaste / Ele(a) nadou / Nós nadámos* / Vós nadastes / Ele(a)s nadaram

Eu comi / Tu comeste / Ele(a) comeu / Nós comemos / Vós comestes / Ele(a)s comeram

Eu sorri / Tu sorriste / Ele(a) sorriu / Nós sorrimos / Vós sorristes / Ele(a)s sorriram

Eu fiz / Tu fizeste / Ele(a) fez / Nós fizemos / Vós fizestes / Ele(a)s fizeram

*Com o novo AO, esta forma verbal tem dupla grafia: "nadámos" ou "nadamos". Embora tenha dupla grafia, dentro do mesmo texto deve ser-se coerente: ou se escreve sempre com acento, ou sem ele. Quem diz (ou, neste caso, escreve) "nadámos", diz (escreve) "cantámos", "amámos", "vomitámos", "andámos" e todas as outras formas verbais correspondentes à 1ª pessoa do plural ("Nós"), no Pretérito Perfeito, de verbos pertencentes à 1ª conjugação (que são os verbos terminados em "-ar", no infinitivo). Eu opto, sempre, por incluir o acento, para mais facilmente se poder distinguir "nadámos" (Passado) de "nadamos" (Presente).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não me arrepia...

por Bruxa Mimi, em 26.01.15
... mas tenho-o "atravessado" há anos!

Nas folhas de um cântico da Missa, na "minha" paróquia, há um erro. Não é apenas uma gralha, é um erro repetido em todas as versões deste cântico, ao longo do ano.

"Cordeiro de Deus
que tiras o pecado do mundo
tem piedade de nós.

Cordeiro de Deus
que tiras o pecado do mundo
tem piedade de nós.

Cordeiro de Deus
que tiras o pecado do mundo
dai-nos a tua Paz."

Descobriram o erro? Eu sei que não mata ninguém, e cantado nem se dá conta (eu digo corretamente e acho que quase não se nota a diferença), mas escrito deixa-me incomodada.

Ando há anos com este erro atravessado. Já pensei em fazer alguma coisa para tentar resolver a questão, mas acabo por me inibir. Depois passa o tempo e esqueço-me - até à Missa seguinte (é que nós costumamos ir a uma Missa e isto passa-se noutra, de modo que pode passar bastante tempo até voltar a encontrar o erro na folha.)

Se estivessem no meu lugar, o que fariam? E se fossem os responsáveis pelo coro que apresentava as folhas com o erro, como gostariam que o reparo vos fosse feito? Como seria menos "chato"?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Oração mais alegre

por Bruxa Mimi, em 12.10.14
Ontem, pela primeira vez, incluímos instrumentos musicais na nossa oração familiar, enquanto cantávamos um cântico a Nossa Senhora (um cântico que é muitas vezes cantado na Missa a que vamos e que sabemos de cor).

Foram as crianças que tocaram e estavam mesmo alegres por poderem fazê-lo!

Realmente, cativar as crianças para a oração não é assim tão difícil... :-)

Os instrumentos escolhidos foram pandeireta (Feitiço), metalofone* (Varinha) e guizos (Vassoura).

*normalmente conhecido por xilofone, mas que não é xilofone porque não tem placas de madeira (que é o que "xilo" significa). Aprendi isto nas aulas de Música na ESE. Obrigada, professora cujo nome não recordo!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Made by Vassoura



Comentários recentes

  • Bruxa Mimi

    Sim, obrigada! O ranho e a tosse é que continuam, ...

  • mami

    já está melhor?

  • Bruxa Mimi

    Também não consigo imaginar...

  • Bruxa Mimi

    Já está melhor (mas ranho e tosse continuam)! Beij...

  • Bruxa Mimi

    Se calhar depende dos sítios...