Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Made by Vassoura



Comentários recentes




Em baixo

por Bruxa Mimi, em 22.05.19

Uma pessoa percebe que a auto-estima está num nível abaixo do desejável quando veste uma peça de roupa nova, um pouco diferente do que é seu costume e, não havendo uma alminha que lhe diga que está gira, ou que "essa roupa lhe fica bem", sente que lhe falta qualquer coisa...

 

Ressalva: na hipótese de, ao contrário do que pensei, o que vesti não ser giro e/ou não me ficar bem, quero agradecer a quem não verbalizou a sua opinião!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Ex-alunas precisam-se! ;-)

por Bruxa Mimi, em 19.02.19

Ontem, o Tio Gato contou que uma funcionária lá do trabalho lhe perguntou se era o marido da "Professora Mimi". Ele respondeu que era cunhado (há muita gente que confunde os dois irmãos, não fiquei surpreendida). Ela disse como se chamava e mandou cumprimentos.

 

Pelo nome, aliado à breve descrição, imediatamente identifiquei a pessoa, a escola que frequentou e os anos em que partilhámos a sala de aula das nove às quinze e trinta. Deu-me trabalho, a malandra, enquanto foi minha aluna (do 2.º ao 4.º ano de escolaridade), mas, desde que nos "reencontrámos" no Facebook (e é por esta e por outras que não deixo o FB de vez), é uma das minhas antigas alunas que mais próxima se tem mantido. Ok, sem nos termos realmente encontrado fisicamente... mas, ainda assim, tem estado mais próxima do que a maioria d@s colegas!

 

Pois bem, eu tinha o número de telemóvel dela já há uns anos, tendo em tempos trocado umas mensagens com ela. Resolvi escrever-lhe, esta manhã. Não deixei de incluir, na minha mensagem, que a turma dela foi a minha preferida [verdade, verdadinha!] e que gostava de os rever a todos. À tarde, recebi a resposta:

 

Boa tarde, minha querida professora, e predileta. É verdade, trabalho numa universidade onde vejo constantemente o seu cunhado, que pensei que fosse o seu esposo. Irei tentar fazer um grupo no Whatsapp com todos, para combinarmos nos vermos. Espero que esteja tudo bem, beijinhos e abraços... 

 

E esta mensagem soube-me tão, mas tão bem... Obrigada, minha querida!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Até breve!

por Bruxa Mimi, em 05.02.19

Estou assoberbada profissionalmente. Não sei para que lado me virar.

 

Detesto burocracias! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Mimi, a wannabe

por Bruxa Mimi, em 26.01.19

Aquela que idealiza ser uma professora assim, mas é uma professora assado;

Aquela que idealiza ser uma mãe assim, mas é uma mãe assado;

Aquela que idealiza ser uma esposa assim, mas é uma esposa assado;

Aquela que idealiza ser uma blogger assim, mas é uma blogger assado;

Aquela que, no meio de tantos assados que é, nunca na vida fez um.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Tenho dói-dóis nas mãos

por Bruxa Mimi, em 22.01.19

Sim, "dói-dóis" em vez de "feridas" porque quero frisar que doem, em primeiro lugar, e que me sinto pequenina, em segundo lugar.

 

Por "pequenina" pode entender-se "estúpida", já que as feridas (linguagem de bebé cansa, OK?!?) surgem todos os invernos, quando descuido a hidratação da pele. O frio e as constantes lavagens das mãos fazem o resto. Não é a primeira vez (nem segunda, nem terceira...) que isto me acontece...

 

O facto de reduzir drasticamente o consumo de água quando está frio (custa-me beber água fria, que é como ela sai da torneira) agrava a desidratação da pele, já se sabe. Também a pele da cara está miserável, embora aqui tenha a atenuante (em termos de culpa) de estar muito congestionada e o constante pingo (e os amigos espirros e ranho abundante e amarelo*) no nariz aumenta a secura, sobretudo à volta do mesmo...

 

*Não quero que vos falte nenhum dado importante na vossa avaliação médica do meu estado de secura!!! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Balanços...

por Bruxa Mimi, em 20.12.18

Não... Não me vou meter nisso. Dá muito trabalho e é muito frustrante! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Outro pulinho para vos dizer...

por Bruxa Mimi, em 10.12.18

... Obrigada pelas mensagens de apoio que aqui têm deixado! 

... Os testes estão "despachados" desde sexta-feira passada, de manhã. 

... Agora estou em altura de avaliações e outras burocracias que "adoro"... 

... Já deixei "passar" tantos posts que na minha cabeça escrevi!... 

 

Eu volto! E tentarei recuperar algum post que ainda tenha vestígios no meu disco rígido (vulgo cérebro)!...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Um pulinho para vos dizer

por Bruxa Mimi, em 26.11.18

9 turmas + testes para corrigir + preparação de aulas + ensaios de coro de Natal (de "trazer por casa") = tempo reduzido para vir aqui ou visitar-vos!

 

Claro que, às vezes, em vez de fazer o que devo, faço o que não devo, por isso, peço-vos: se lerem comentários meus por aí, mandem-me trabalhar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Não estava à espera que isto acontecesse

por Bruxa Mimi, em 18.11.18

Foi há uns dias. Confesso que tenho medo de admitir que isto me aconteceu. Eu, que anos a fio me gabei, ou, pior, gritei a alto e bom som, para quem me quisesse ouvir, que nunca seria vítima. A Matilde vai-se "passar"...

 

Não deveria tentar arranjar um culpado, mas, se insistirem em querer saber - e faz de conta que insistiram -, eu digo: foi o Rogério. O Rogério, mas por insistência do Feitiço. Os homens da casa. Típico, não é?

 

Não se deve culpar a mulher, mas eu culpo-me. Bastante. Porque fui (e sou) fraca.

 

Mas, afinal, escrevo, escrevo, e não digo nada, não é? Ou melhor, digo, mas não concretizo... Calma, senhores, já lá vou!

 

 

Oreo.

 

Leram bem.

 

Oreo.

 

As bolachas. Quando surgiram em Portugal (não faço ideia de onde vieram), eu experimentei, claro. Ia lá dizer que não a bolachas de chocolate com tão bom aspeto e com um anúncio tão convincente? Provei e não gostei.

 

Passados uns tempos, voltei a provar. Se calhar o problema estava no meu paladar, no primeiro dia. Detestei. Não me lembro se cheguei a provar a terceira vez, mas rapidamente o veredicto passou a definitivo:

 

Não gosto nada de Oreo. São horríveis, intragáveis.

 

Os anos foram passando, a minha vida mudou (casei, fui mãe, mudei de escola,...) , o veredicto não. Era impossível mudar. O nojo pelas Oreo (e a incredibilidade acerca de alguém gostar realmente das ditas) estava entranhado em mim.

 

"Tenho uma receita facílima e deliciosa", dizia alguém.

"Facílima? Isso interessa-me", respondia eu.

"Só precisas de Oreo e...", continuava a pessoa.

"Oreo? Esquece, não vale a pena dizeres mais nada. Se sabe a Oreo, não gosto!", concluía eu, terminando a conversa e passando a outro assunto.

 

Estão a perceber o asco que eu tinha às Oreo? Sim, tinha... Não posso dizer que tenha. As quatro Oreo que comi enquanto escrevia as primeiras linhas deste post não me deixam mentir!

 

Bem, eu não decidi comer Oreo só porque sim. Havia (e há) Oreo cá em casa, compradas pelo Rogério, a pedido do Feitiço. Quando isto aconteceu pela primeira vez, não me afetou. Não tive qualquer interesse em dar uma dentadinha para confirmar que ainda detestava Oreo. O problema foi quando me apercebi que havia dois tipos de Oreo: as normais e um pacote diferente: "Oreo Finas, com creme de chocolate". Tinham um aspeto diferente, eram mais finas, de facto, o creme não era aquele branco nojento (sim, ainda o acho nojento, e aliás estou a sentir-me enjoada... Yeah!!! (será que vou voltar a detestar Oreo?)), o castanho não era tão escuro...

 

Experimentei, com cuidado. Um bocadinho pequenino, à cautela. Gostei. Bastante. "Boa! Gosto destas. Não têm nada a ver com as outras.", pensei.

oreo_finas.jpg

Uns dias depois, infelizmente, tive outro pensamento: "Se eu gostei das Oreo finas, será que agora até gosto das Oreo normais?".

 

Provei. Estúpida, estúpida, estúpida! Devia ter-me mantido fiel ao meu ódio de estimação. Agora só me resta a esperança de enjoar das Oreo, como enjoei de brócolos enquanto estava grávida da Vassoura (passados uns anos, voltei a gostar de brócolos, mas pode ser que, se verdadeiramente enjoar de Oreo, não torne a "cair").

oreo1.jpg 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

P.S. - Para quem leu tudo (Corajosos? Masoquistas? - quem sabe?) e ficou na dúvida: não, não estou grávida!

P.S. 2 - Em vez de teclar este maravilhoso, interessante e útil post, eu deveria ter estado a trabalhar... Eu bem disse que constantemente perdia tempo...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Aviso

por Bruxa Mimi, em 03.10.18

Cabe-me informar os estimados clientes leitores deste espaço comercial blogue que na próxima sexta-feira, às 13 horas, sai o último post do desafio das 52 semanas. Não posso dar garantias que o mesmo continue a aparecer à hora marcada (ou a aparecer sequer), já que os últimos (que é como quem diz, todos os que já publiquei) foram escritos com imeeeeensa antecedência (não é ironia, foram mesmo!). E, como talvez tenham reparado, eu ando bastante menos assídua por aqui. Não é por falta de vontade, é só por falta de outra coisa qualquer - tipo tempo...

 

É nesta altura que em cada uma das vossas cabecinhas surge a seguinte questão/ideia: "Se tens tempo para escrever isto, também tens (ou terias tido) tempo para adiantar um ou dois posts do dito desafio, ó Mimi..."

 

Mas não é a mesma coisa. O desafio implica procurar o documento onde tenho a listagem, a imagem, pensar no que vou escrever (é um facto que quase nunca escrevo muito nos posts do desafio, mas, ainda assim, preciso de pensar!)... Ao contrário deste "Aviso", para o qual bastou entrar no blogue, clicar em "novo" e começar a escrever. Capicce? Cappice? Cappicce? Capice? (Um destes deve estar certo... - quem souber italiano que me diga qual!)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:



Made by Vassoura



Comentários recentes