Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Made by Vassoura



Comentários recentes

  • Bruxa Mimi

    Obrigada! Ainda bem que gostaste!Varinha Mágica

  • A 3ª face

    E vitória, vitória, acabou-se a história!Que imagi...

  • Bruxa Mimi

    É o que parece!

  • P. P.

    Ela não gosta de sopa made in France. Só em Portug...

  • Bruxa Mimi

    Carne de vaca (adulta) só experimentei em França, ...




Um novo verbo: "abdominar"

por Bruxa Mimi, em 22.06.18

Deve querer dizer "abominar alguma coisa desde o abdómen"...

 

(Varinha dixit)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

O que é uma esquadra?

por Bruxa Mimi, em 22.06.18

Uma estrofe que é uma quadra!

 

(Feitiço dixit)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Uma parceria de escrita

por Bruxa Mimi, em 02.06.18

A Vassoura e o Feitiço estiveram a escrever uma história a meias (entretanto zangaram-se e interromperam). A Vassoura contou-me dois momentos da sua parceria, que decidi partilhar convosco.

 

Feitiço: O homem era muito pobre e chamava-se Tóri [eles inventaram os nomes].

Vassoura: Está bem. Então pode ficar assim: «Era uma vez um homem paupérrimo...»

Feitiço: Não! O nome do homem era Tóri!

 

********* (Mais tarde...)

 

Feitiço: O cientista podia raptá-la. 

Vassoura: Mas porquê?

Feitiço: Porque ela era costureira e ...

Vassoura: Ó Feitiço, isso não faz sentido nenhum.

Feitiço: É que eu só tenho ideias para o desenvolvimento. É melhor tu acabares a reprodução.

Vassoura: A reprodução?!?!!

Feitiço: Sim, a parte do princípio da história chama-se assim.

Vassoura: Não, Feitiço, chama-se introdução!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Um novo verbo (bis)

por Bruxa Mimi, em 14.05.18

Há uns anos, foi um aluno.

 

No sábado, sem qualquer influência da primeira «invenção», foi o Feitiço.

 

Ainda havia bolo de anos da Magia e eu decidi comer uma fatia no fim do almoço. A Varinha e o Feitiço disseram que não devia, e o Feitiço deu uma razão:

 

- Como tu queres desaumentar de peso, é melhor não comeres!

 

...

 

[Comi. Duas fatias: uma normal e uma pequena.]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Feitiço, o consolador...

por Bruxa Mimi, em 12.02.18

Numa aula de estudo, o A., colega do Feitiço, estava a conversar tanto que a professora o mandou sentar-se numa mesa ao fundo da sala. Ao sentar-se, o A. deu um grande suspiro. 

 

Feitiço: Ó A., não te preocupes, dás um pum e logo ficas feliz!

 

Todos os alunos se riram. A professora avisou o Feitiço para não fazer outra "gracinha". Ele, felizmente, não fez, por isso só semanas mais tarde soube do sucedido, pelo próprio Feitiço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Há cada expressão...

por Bruxa Mimi, em 24.01.18

Fui ao supermercado com a Magia. No caminho, passámos por dois rapazes que teriam entre 12 e 14 anos. Diz um deles:

 

- Cag_ _ _-me todo!

 

Como suponho que o rapaz não tenha dito aquelas palavras no sentido literal (o tom teria sido outro, nesse caso!), pergunto-me: 

 

O que é aquilo quer dizer?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Inglês à moda do Feitiço

por Bruxa Mimi, em 21.01.18

- Mother!

- Yes, dear?

- Let's go práqui!

 

Este mini-diálogo passou-se esta tarde, quando o Feitiço estava na banheira e queria que eu fosse ter com ele à casa de banho. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Não gostei da expressão escolhida!

por Bruxa Mimi, em 31.10.17

Foram às vacinas. A Varinha, além disso, foi fazer um RX aos dentes. 

 

Há bocado o Feitiço queixou-se que lhe doía o braço e contou que, quando levou a vacina, chorou "como se a Vassoura lhe tivesse dado um pontapé na barriga". Perguntei a razão para dizer aquilo.

 

Feitiço: Porque me doeu muito!

 

Ele entretanto saiu de ao pé de mim e a conversa ficou por ali. Mas eu pensei que era escusado ter metido a Vassoura ao barulho, podia simplesmente ter dito: "Chorei como se tivesse levado um pontapé na barriga."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:

Hogwarts

por Bruxa Mimi, em 27.10.17

Mesmo quem não leu nenhum livro, nem viu nenhum filme do Harry Potter, há de certamente reconhecer, no título do post, o nome da Escola de Magia e Feitiçaria que o mesmo frequentou, depois de ter recebido, aos 11 anos, uma carta a indicar que tinha sido admitido. Afinal, a única que se intitula "Alheia a tudo" sou eu, não é verdade? 

 

A Vassoura leu a coleção do Harry Potter durante o verão. Os sete livros foram-lhe emprestados pelas primas, filhas da minha irmã Margarida, e devolvidos antes das férias terminarem. Já depois das aulas começarem, a Vassoura apresentou o primeiro livro, nas aulas de Português (foi preciso arranjar um exemplar para ela ler um excerto na aula - obrigada, amiga S.) e leu o oitavo livro, emprestado, desta vez, por uma colega de turma.

 

A Vassoura leu o Harry Potter em português. Eu li em inglês, também emprestados e de seguida, do primeiro ao quinto, no verão em que este foi publicado (2003). Comprei o sexto e o sétimo porque, como entretanto já era fã, não quis esperar para ler. Quando a Vassoura leu a coleção em português, eu pedi emprestados os livros que não tinha à minha irmã Mafalda e reli os sete. O oitavo, de que falei aqui, tenho apenas há uns dias e li-o na noite em que o Rogério o trouxe para casa.

 

Bem, este post é sobre a Vassoura e o Harry Potter e eu estou a dispersar-me (embora tudo o que escrevi contextualize o que vem a seguir). O que quero partilhar é uma conversa que se passou quando a Vassoura não tinha ainda lido o oitavo livro e precisava do primeiro por causa da apresentação na aula de Português. Eu gravei no telemóvel a conversa, enquanto me lembrava dela ao pormenor. Encontrei a gravação e percebi que ainda não tinha escrito o post sobre isso... até agora!

 

Vassoura [em tom de lamento]: Ah, mamã, eu quero voltar a ler os livros do Harry Potter!

Eu: Ah, 'tá bem, mas nós não os temos; sabes que eu só tenho alguns em inglês, em português nós não temos.

Vassoura: Mas, mas é que eu já nem me lembro como é que é o feitiço de abrir a porta!

Eu: Alohomora.

Vassoura: Vês, mamã? Já nem me lembrava!

Eu: Então e por que é que precisas, por que é que havias de precisar de saber? Quer dizer, eu por acaso lembro-me, mas... qual é o problema de não te lembrares? Não... - achas por acaso que és uma feiticeira?

Vassoura: Eu ainda não fiz 11 anos, mamã, nunca se sabe - se calhar vou receber uma carta!

[Gargalhadas de ambas]

Eu: Olha, é difícil que recebas uma carta de Hogwarts quando Hogwarts não existe, não é?

hogwarts.jpg

 Afinal existe, eheheh!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Teimosia/sabedoria

por Bruxa Mimi, em 21.10.17

O Feitiço tem umas lógicas que de lógica pouco têm. O problema nestas situações é que ele não quer, por nada deste mundo, desistir da ideia que meteu na cabeça, e, portanto, teima, e teima, e teima, com má educação à mistura, numa tentativa de levar a sua adiante. É muitas vezes exasperante. 

 

A última ideia fixa era que não queria vestir cuecas lavadas depois de tomar banho, queria vestir as que tinha antes do banho (que, como agravante, tinham um suave perfume amarelado, se é que me faço entender). Teimou, e teimou, e bateu com o pé, e cruzou os braços, e disse repetidamente que só tomaria banho se não tivesse de lavar a cabeça... Eu avisei-o que seria eu a despi-lo e a pô-lo na banheira, se não se despachasse, e que isso poderia ter como resultado ele acidentalmente bater com alguma parte do corpo em algum sítio e magoar-se.

 

A cena demorou mais do que deveria, sinceramente, mas o Feitiço não teve mesmo outro remédio senão render-se. Sobretudo depois de eu lhe dizer:

 

- Tu és teimoso, mas eu também sou, e como eu sou a mãe e sou eu que mando, vai ser como eu quero.

 

Já na banheira, num tom rendido, pacífico, o Feitiço perguntou:

 

- Mamã, por que é que os pais mandam?

 

Respondi-lhe assim:

 

- Porque somos mais sábios.*

 

      

 

*Todos sabemos que nós, pais, falhamos e às vezes cometemos injustiças, fazemos más escolhas, enfim, temos os nossos momentos de pouca sabedoria. Mas, na maior parte das vezes, em situações corriqueiras do dia-a-dia, temos sabedoria suficiente para identificar um perfeito disparate quando o ouvimos! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Etiquetas enfeitiçadas:



Made by Vassoura



Comentários recentes

  • Bruxa Mimi

    Obrigada! Ainda bem que gostaste!Varinha Mágica

  • A 3ª face

    E vitória, vitória, acabou-se a história!Que imagi...

  • Bruxa Mimi

    É o que parece!

  • P. P.

    Ela não gosta de sopa made in France. Só em Portug...

  • Bruxa Mimi

    Carne de vaca (adulta) só experimentei em França, ...